quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Alcoolismo

Diante de tudo que se possa imaginar há muita coisa por detrás da bebida, desde um momento de descontração numa roda de amigos a uma ingestão excessiva para se livrar do que aparentemente não lhe faz bem. O problema é que chega a um certo ponto em que a bebida deixa de ser apenas uma forma de diversão, de fugir da realidade e passa a ser um vício, onde a pessoa não consegue se controlar e acaba por fazer  mal a si mesmo.

O alcoolismo é um conjunto de problemas que estão relacionados ao consumo excessivo e prolongado do álcool, causando consequências desastrosas  em qualquer área da vida de um indivíduo, seja ela física, espiritual ou mental.
O consumo de álcool vem crescendo bastante, e na maioria dos casos essa ingestão começa na adolescência, no intuito da curiosidade, querendo experimentar e descobrir a sensação e, algumas vezes, até para não ficar fora da turminha;  Com o passar do tempo isso pode se tornar uma rotina, onde o usuário cada vez se envolve mais e passa a acreditar que aquilo é algo normal, que ele pode para no momento em que der vontade, até que começa a sentir as consequências.
Dentro desse mar de conseqüências causadas por esse vício os que mais vemos por aí são acidentes de trânsito mas, que muitas vezes é dos males, o menor, onde alguns deles podem ser crônicos e podemos citar alguns como a dependência, a abstinência, o abuso, intoxicação por álcool, síndromes amnéstica , demencial, alucinatória, delirante, de humor, distúrbios de ansiedade, sexuais, do sono e distúrbios inespecíficos. Por fim o delirium tremens, uma forma mais intensa e complicada da abstinência, que pode ser fatal.

Fonte: http://sesmtbrasil.blogspot.com/2009/10/dds-2-alcoolismo-e-uma-intoxicacao.html
Geralmente, o alcoolismo atinge sua forma mais violenta quando o indivíduo tem aproximadamente 40 anos, apresentando rosto avermelhado, conjuntivo dos olhos amarelado, odor especial no hálito, e ao ingerir álcool apresenta um tremo nos arredores da boca e um aumento na transpiração, além de alguns problemas nos reflexos e na coordenação motora, pode ocorrer falhas na fala, como expressões precipitadas, inseguras e às vezes balbuciantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário